Chicória

É uma planta herbácea, a parte consumida da chicória são as suas folhas, que possuem como características um formato lanceolado, possuem coloração esverdeada, com aproximadamente 30 centímetros de comprimento e 6 centímetros de largura.
Elas podem ser lisas ou ter algumas nervuras e, possuem um sabor característico levemente amargo. Os talos são rubescentes e as flores são encontradas na coloração azulada. As folhas da chicória também são utilizadas para fins medicinais.
Elas possuem acção depurativa, diurética, estomáquica e laxativa. 

- Chicoria Barundi;
- Chicoria Naomi.

- Placas de esférovite (190) (242);
- Caixas de plástico (176)

Sementeira: Semear as Chicórias ou Endívias no local definitivo entre Junho e Agosto ou em estufim entre Março e Maio, em sulcos de cerca de 1cm de profundidade e um espaçamento de 10cm entre eles. A temperatura ideal para germinação situa-se entre os 20 a 25 Cº.

Transplantação: Entre Maio e Julho. Quando as plântulas atingem 10 cm ou apresentam cerca de 5 folhas verdadeiras, devem ser transplantadas para o local definitivo, onde serão plantadas com um espaçamento de 10x10cm a 30x30cm.

Solos: Prefere solos areno argilosos, férteis, profundos, ricos em matéria orgânica, bem drenados e arejados e com o pH entre 6 e 6,8.

Resistência: Espécie micro térmica, resistente ao frio.

Temperatura: A temperatura óptima para o seu desenvolvimento situa-se entre os 16-20Cº.

Rega: Regular.

Adubação: Efectuar uma adubação orgânica, para que as camadas mais superficiais tenham muitos nutrientes, pois é desta parte do solo que a chicória retira a maior parte dos nutrientes necessários ao seu desenvolvimento. Esta adubação deve ser feita na preparação da terra e, também, em cobertura, cerca de 25 dias após a plantação.

Pragas e Doenças: As chicórias são afectadas por muitas pragas e doenças que afectam a alface mas existem alguns patogénicos específicos da cultura da chicória como a Phytophtora erytroseptica, Phoma exigua e Helicobasidium brebissonii, que atacam as raízes e Puccinia cichorii que provoca a ferrugem nas folhas. Há ainda que considerar doenças como a Botrytis cenerea, Scolerotinia sclerotiorum e as bactérias Erwinia carotovora e Pseudomonas spp.

Multiplicação: Semente.

Colheita e Pós-colheita: Diferem das técnicas de produção e das cultivares. Nas endívias, as raízes são arrancadas e o repolho colhido manualmente. As gemas são colhidas quando as folhas exteriores se encontram, apertadas e a densidade é máxima. Nas chicórias de repolho, a colheita é efectuada como nas alfaces de repolho. Quando o repolho atinge o tamanho adequado e se apresenta compacto. As chicórias de roseta são colhidas e tratadas como as alfaces de folhas.

As chicórias devem ser armazenadas em ambiente refrigerado e de preferência na ausência de luz.